Summary: O estado do Espírito Santo é o maior produtor e exportador de café conilon, cuja importância econômica para o estado é grande. O café conilon é muito utilizado em blends junto com o café arábica e na indústria de café solúvel. Assim, estudos visando a melhoria da qualidade do café conilon são relevantes não só para o estado como para o Brasil. Microrganismos como bactérias, leveduras e fungos estão presentes nos diferentes estágios do processamento do café e contribuem na qualidade final da bebida por meio da degradação dos componentes do grão. Esta microbiota pode variar de acordo com mudanças geográficas, variedade do café e altitude. O conhecimento sobre essa microbiota é importante especialmente quando se deseja aplicar culturas starters durante o processo de secagem a fim de melhorar sua qualidade. Assim, este trabalho tem como objetivo isolar e identificar as espécies microbianas presentes no café cereja cultivados em diferentes altitudes e faces de exposição ao sol. Serão utilizados cafés conilon de duas altitudes (300 e 600 m) e duas faces de exposição ao sol (Soalheira e Noruega).

Starting date: 2017-03-01
Deadline (months): 24

Participants:

Rolesort descending Name
Collaborator * JUSSARA MOREIRA COELHO
Coordinator * PATRICIA CAMPOS BERNARDES
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000